• as últimas do twitter

  • Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

    Junte-se a 139 outros seguidores

Direto do Shopping: Jaquetinha militar

peça: jaqueta jeans

loja: Riachuello

preço: R$69,90


Com a vibe militar, algumas lojas já colocaram na linha de frente algumas peças que lembram esta tendência. Riachuello juntou o jeans e os milicas e deu esta jaqueta. Olha, eu preferia que fosse de brim, mas na falta, vai esta né?!

Direto do Shopping: Camisa Xadrez

peça: camisa xadrez

loja: Renner (blue steel)

preço: R$69,90


Olha, eu gostei desta camisa, ela é de um tecido flanelado, bem quentinha. E é mais compridinha, o que ajuda se queremos usar algo mais justo no bumbum (tipo uma saia bandage) ou uma legging com ankle boot.O preço eu achei justo, pois a camisa é bem feita, e é classica, compra uma e fica com ela para sempre.

Wrap ou Cozy?

Ontem eu fui ao shopping, coletar fotos para a coluna de dicas Direto do Shopping e ao passear pela Renner, eis que vejo um clássico contemporâneo, em várias cores:



Eis a matriz, o Cozy, da marca Donna Karan New York (vulgo DKNY rs)


O clássico é o Cozy, um casaco clássico da Donna Karan New York, uma das multipeças mais compradas e usadas pelo mundo todo. O Cozy básico custa $195 doletas e o de cashmere cusa $400 doletas (obrigada Fê pelas infos!). O wrap (haha, Renner, sua espertinha, achou que ninguém ia perceber se mudasse de nome) da Renner custa 59,90 reales e é de malha. Bom, não se compara malha com cashmere, que é fino e aquece muito, ao passo que a malha deixa muito a desejar no aquecimento, mas as ansiosas por Cozy podem se jogar no wrap da Renner. Vem um folheto junto com o wrap ensinando as formas que ele pode assumir, bom né?


Ainda sobre o Cozy, existe este video (coloquei ele em baixo) que ensina várias formas, auxilia pois ai dá para ver os movimentos, que ponta passa na outra, enfim, ilustração ajuda, mas video facilita mais ainda. E para que está na era smartphone , cozy ainda virou aplicativo para iphone. Tudo de bom!

Nada se cria mesmo…

Falei há pouco de fast fashion e visitando o blog Tá na Vitrine, da C&A, dei uma olhada na coleção de acessórios da  Nicole Scherzinger, líder do Pussycat Dolls (Hush hush rs). Muita tacha, corrente e estampas animais… Nada me chamou a atenção, até que eu cheguei nesta foto, em especial na sandália da direita:



Há pouco tempo, as meninas do flickr, cada uma mais louca que a outra (amo esta louquinhas!), apareceram com esta sandália da Schultz, se não me engano tinha dela nude, preta e azul marinho.



Elas não são 100 % iguais, a da Schultz me parece mais bem acabada. O fato é que a ideia é a mesma, a meia pata na frente (não sei o salto, deve ser grosso também), várias tiras,  tachas e pérolas. O preço? Lembro que as meninas falavam de mais de 300 reais a da Schultz, a da C&A deve ser no máximo R$100,00. Bom, para quem quer aderir a coleção da Nicole chega as lojas dia 08 de abril.

Só no fast fashion!

Se você amiga, se sente deprê porque não pode comprar coisas de marcas caras e badaladas, sinta-se reconfortada com a foto da diva Palermo, com carinha feliz (ela não fica com mais felicidade que isso, pode reparar) com suas sacolas da Topshop.

Não é só de marcas que se vive, se antes as lojas de departamento, as fast fashions eram vistas de forma ruim, agora elas são bem atenadas e oferecem peças que te deixam na modinha sem gastar muito. Ai vai ter gente que vai pensar, e a qualidade? Algumas coisas podem ter a qualidade e materia prima inferior, mas vejo tanta marca que não passa no meu controle de qualidade…

Prova disso são as coleções da C&A em parceria com estilistas e marcas famosas, a nova coleção da Renner de inverno e a coleção da Riachuello de verão que veio cheio de regatas e camisetas podrinhas , fluo e tachas! Isso sem contar a Hering que saiu da era da camiseta e oferece uma variedade de produtos grande e estampas lindas.

Certas peças eu ainda acho que são investimento, como uma camisa social, um blazer com materiais bons, um jeans bem ajustado, enfim, peças que são clássicas que você compra agora e usa a vida toda (ou quase). A modinha, aquela peça que você pensa “vou usar no máximo 3 vezes” ela pode ser comprada numa lojinha mais barata, com qualidade um pouco inferior e preço infinitamente mais baixo, sem culpa, sem remorço e sem vergonha (no ótimo sentido).

Ai, deste jeito nem doí (no bolso) seguir certas tendecitas! Né Palermona?! rs

Pra quem quer ser ta(ch)ada (rs)

Muitas vão pensar, ai Camila, escreve taxada, vem de taxa. Não é tachada, de tacha mesmo.


Todo mundo viu qu as tachas continuam firme e forte no inverno. Eu já estou meio cansada, mas tem gente que ama demais, então pode ficar feliz com a parceria C&A e Espaço Fashion. O conceito desta coleção sazonal é uma pegada mais roqueira, punk mesmo, com tachas, estampas, preto, muito preto. Já ficou com vontade? A nova coleção estará nas lojas dia 01 de abril (e não é mentira tá?!)


Vogue fez um ensaio bem bacana com as peças da C&A by Espaço Fashion:







Fotos do blog da EF.

Reinaldo, de novo

Parece que a parceria Reinaldo Lourenço e C&A deu muito certo, tão certo que hoje começou a pré venda da segunda coleção assinada pelo estilista através do site da loja de departamentos.

No site diz: “Em sua segunda coleção para C&A, Reinaldo Lourenço se inspirou no glamour, nas festas de fim de ano e nas marinas para criar looks deslumbrantes. Uma coleção exclusiva e limitada para a C&A.”

A cartela de cor básica: preto, branco, cinza e vermelho é bem interessante e o corte segue a linha do estilista. Os tecidos seguem a linha anterior, mais sofisticados. São 45 modelos e os preços estão entre 69,90 a R$ 129,90. Também tem sapatos, carteiras… tudo mais sofisticado e festa.

Gostei deste: (será por quê? rs)

Quem quer se jogar, é só correr no link: http://www.cea.com.br/2009/collection_reinaldo.aspx

E para quem aguenta esperar, dia 03 de dezembro nas lojas. (não sei se todas… deve sair no site como foi da primeira coleção!)